18 dezembro 2006

Poderosa


Sou feiticeira
Que enfeitiça palavras
Que transforma desejos
Que dança nua em noites de luar
Que se queima nas fogueiras da vida

Sou poema
Que seduz amantes
Que infinitamente abraça rascunhos
Que encarna sentimentos impuros
Que ama amores sem tempo e espaço

Sou madrugada
Que namora o sol
Que esconde segredos na alma
Que nasce amanhecendo vida
Que se perde na noite para se encontrar no dia

Sou mulher
Que ama demais
Que chora pelo nunca mais
Que se perde na busca dos sonhos
Que não desiste jamais do recomeço

Sou eu...

4 comentários:

Cavaleiro disse...

Este cavaleiro tem um fraquinho por feiticeiras...
Belo poema ;)

Bj ternurento
Cav

Anónimo disse...

por isso te amarei para sempre como so se ama a alguem mt especial.

Diva disse...

Cav querido...
Cuidado sabes como as feiticeiras sao...
Bjs meus

Diva disse...

Anonimo...
Para sempre? Nao te parece muito tempo? Um amor eterno? Hummm... De qualquer modo...obrigado.
Bjs meus