22 dezembro 2006

Segredos da Noite
















Num impulso me entreguei a ti em pensamento, foi urgente e obsceno...Foi quente e húmido... Minhas ancas não me obedeciam e ritmavam ao encontro do prazer... Minhas mãos tremiam e sentia que parava de respirar...Nem isso me intimidou...Sentia-te em mim como desejo que rasga a alma e te amei por segundos intermináveis. Suei e estremeci gritando por teu nome quando o êxtase chegou absoluto e tomou conta de mim... Numa explosão de prazer fui tua de corpo e alma...

2 comentários:

Cavaleiro disse...

Por vezes é bom deixar-nos levar pelos impulsos...

Bj ternurento
Cav

Diva disse...

Cav querido...

Tens razao...Feliz Natal!
Bjs meus