07 janeiro 2007

All Night Long


Entreguei-me a ele num abraço longo, num beijo sem significados escondidos e, sem pressas as caricias eram simultâneas e bastante excitantes. Sentia-me cheia de vontade dele, e senti a sua boca descer pelo meu ventre com o objectivo de se encaixar entre as minhas pernas fazendo-me gemer a cada vez que a sua língua me adentrava sem pudor.

Acariciou-me as coxas com as mãos sem permitir que a sua boca me libertasse do prazer, sugava-me o clitóris de forma tão exigente e me fazia estremecer de desejo. Sua boca deslizava por mim por cantos conhecidos muito bem por ele, tornando a minha gruta do amor o centro das suas vontades (e das minhas).

Não queria resistir e com vontade as minhas mãos seguram a cabeça dele, afagando-lhe os cabelos e os ombros, enquanto rebolava as minhas ancas de encontro àquela fonte de prazer. Sentia-me cada vez mais excitada, a pulsar de desejo e ele, sentindo-o, adentrou o meu corpo devagar, procurando o seu lugar dentro de mim.

Com suaves estocadas, foi-me penetrando, até a fusão ser completa e o prazer se apoderar de nós. Começou um vaivém delicioso que foi complementado com um olhar cúmplice e beijos doces e atrevidos, que nos uniam deliciosamente corpo fazendo do tempo nosso aliado. Subi para cima dele, montei-o como uma amazona poderosa e sentia-o dentro de mim, preenchendo-me completamente do exigente prazer que eu pedia. Continuo rebolando com força, oico-o chamar por mim... sinto-o quase e me deixo levar... sei que aos poucos se revelava a proximidade do culminar, do orgasmo.

Abrandei o ritmo, ajudando-o a controlar-se, sempre com ele dentro de mim. Já estive quase a vir-me pensei, mas também me controlei... queria mais que um simples orgasmo...queria tudo!!!
Ele segurou-me as ancas e acompanhou-me ao destino final, o meu movimento de vaivém se intensifica propositadamente quando o sinto a palpitar com mais força dentro de mim. Também me deixo ir sem limites, já não posso esperar, puxo-o mais para o meu interior e, inevitavelmente, ele vem-se sem medida, com uma explosão deliciosa, que o faz contorcer-se debaixo do meu corpo! Sigo o exemplo e faço o mesmo rebolando mais até explodir!

Deixei-me cair devagar sobre ele e deslizei para o lado, deixando que o sorriso nos meus lábios falasse por mim...

2 comentários:

Cavaleiro disse...

Uau...

Bj ternurento
Cav

Diva disse...

Cav querido,
Bjs meus...