13 fevereiro 2007

Tu em Mim

Acordei sentindo-te perto de mim, de olhos fechados te queria colado no meu corpo e aos poucos tua alma me virava do avesso, me pressionava com calma fazendo sonhar alto. Abri lentamente as pernas... E te senti aqui. Nem a distância física impediu o pecado de me encher de prazer contigo ausente.

Acordei contigo dentro da minha alma, meu egoísmo matinal aflorava preguiçoso misturando lençóis ao cetim húmido e quente da minha carne profana, tornando-me amazona em meus próprios dedos, soltando asas imaginarias igual libélula ao vento e me permitindo sentir assim provando teu agridoce gosto em mim.

Acordei querendo a ti somente porque te querer me faz bem, porque querer morrer de prazer e viver de vontade me deixa viva e amanhecendo pedindo orgasmos intensos, implorando por tua seiva. Ofereci-me tendo teu aroma dentro de mim com urgência, com espasmos de loucura.

Já...
Rápido...
Isso....
Vem comigo...
Agora!

2 comentários:

L.S. Alves disse...

Sempre mandando bem nos textos sensuais.
Queria escrever assim.
Um abraço do Brasil para você.

Diva disse...

I.s.
Sao seus olhos, querido.
Bjs meus