09 março 2007

Excitação (Virtual)

A excitação é sempre algo indescritível.
Pode ser forte como um remoinho de vento, belo como o anoitecer, delicado como as asas de uma borboleta ou hipnotizante como o brilho de um diamante raro. Cada vez que me excito meu corpo exibe uma realidade diferente da anterior, posso ser impaciente ou tranquila, educada ou selvagem... mas sempre e sempre me comporto de maneira única, pessoal e intransferível no expressar-me.
Cada excitação é uma aula de sexo ou paixão que aprendo ou ensino, na misteriosa arte de amar. Não me excito somente com o toque das mãos, dos lábios, do calor do corpo. Excito-me também com o pensamento, as sensações, a unicidade das idéias; no virtual, no telefone, na intimidade única de uma sms provocante e fora de hora (sabes do que falo), no imaginar do tesão de quem me vê ou me ouve... Excito-me e sei excitar com a voz, com a carícia de uma palavra e de um simples olhar...
Excitação virtual...estranho? Não!!! Assim como o ar que não toco, não beijo a boca de quem tecla ou fala comigo, mas mesmo assim sinto ela brincando em minhas coxas, não toco as mãos de quem me quer do outro lado da rede, mas me deixo sentir quando elas me acariciam os cabelos. Excitação virtual possui magia, mas não fantasia. É real quando a sentimos nas palavras que lemos, no cumprimento tão esperado e ansiado.
Essa excitação que eu sinto e acho que muitos de vocês também sentem, sem que percebamos, é um dom que possuímos, perpetuando-se infindo, pleno, feliz. Pois, meus queridos enquanto houver uma excitação de amor ou de paixão, real ou virtual, haverá sempre um subtil encanto, como o de um perfeito poema inacabado...

2 comentários:

Escorpiana Explosiva disse...

Maravilhoso texto realmente são coisa que vivemos e muitas vezes não damos bola.

bfds.bjo

Diva disse...

Escorpiana
Tens razao, simples mas que dao sabor a vida.
Bjs meus