26 abril 2007

Borboletando


Bendita sou no azul em que estou
Orgulhosa nasci filha do sol e da lua
Roubo sorrisos amantes da boca de quem quero
Brinquei, magoei... mas sempre me perdoei
Ontem crisálida, hoje suspiro na indecisão
Linguas de fogo me tornam intocavel como vento
E sempre que me sonhas... já lá não estou
Trilhei vidas por entre amores e desamores proibidos
A
mante é meu nome! Muito prazer...

14 comentários:

L.S. Alves disse...

Só você e a Laura pra me fazerem sorrir com a poesia.
Beijos.

Jac C. disse...

Falar de borboletas é algo que me fascina. Elas tb fazem parte da minha vida.
Bjs

Marcelo disse...

Lindo!!!
Adoro borboletas azuis.
São as que voam em meu estômago quando estou apaixonado.

Cavaleiro disse...

Eu disse-te q te deixava um bj qd saísse do hospital ;)
Como estás minha adorada Diva?

Um bj bem ternurento
Cav

mixtu disse...

o azul... a cor do céu e para mim do amor...
amante é o meu nome, entonces, prazer em conhecer-te, amante :)

besitos e que soltes muita gargalhadas, vou-te mandar um branquinho de olhos verdes, yaya

Bruno disse...

Feminino e sensível, como sempre. Bem provocante também. Bravo, Diva!

Beijos do Brasil

Lu@r disse...

Essa imagem está divina e a Borboleta fica-te bem.

:)

Adorei a tua inspiração.

Beijo doce

Dawa disse...

Lindo, como sempre! Gostei da sensibilidade misturada com uma certa dureza, frieza... bonito, muito bonito!
Beijos!

A.S. disse...

Muito lindooooooo!.... Gostei da expressão poética e da criatividade!


Um beijo...

un dress disse...

borbole.teia!! :)



...................................



beijO

o alquimista disse...

Uma borboleta voa errante sobre o espelho de água da lagoa, será um anjo...?


Doce beijo

Nelson Ngungu Rossano disse...

Gostei muito desta descrição!
Um óptimo fim-de-semana pra ti.

Bj

soggyscheme disse...

unico.

*

efvilha disse...

Simplesmente, lindo.

Pelo encanto das palavras, você constrói metamorfoses constantes, e dá arrepios, deliciosos arrepios.

Um enorme abraço de paz.