22 maio 2007

Lua Adversa


Tenho fases, como a lua.
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.
E roda a melancolia
seu interminável fuso!

Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

Cecília Meireles

10 comentários:

A.S. disse...

... O fascinio da lua! Eterna feiticeira dos amantes...


Um terno BeijO!

Su disse...

Sexo sexo sexo, cada vez q venho aqui, é nisso q penso... acho q sim, sexo é bom!

:)

bjs e bom fim de semana

Crónica disse...

A lua... ela qd ta xeia me devora de tanto desejos que me cria
enluarece sempre diva
Jinhuz crónicos

o alquimista disse...

Hoje vou celebrar os dos da terra sem a tua companhia, misturar-me com os sons do mundo sem coisa alguma, ao partires abriste em meu coração um caminho, sonhos perdidos na espuma…


Boa semana


Doce beijo

*Clara* disse...

amo cecilia... e tenho fases tbem...muitas e muitas...rs

beijo

un dress disse...

fases: como a vida. em si mesma...





beijO

Dias... disse...

Belo Poema, gostei muito.
Beijo

Lu@r disse...

Espero te apanhar numa fase boa.

:)

deixo um beijo aqui

alexia disse...

Acho que é um poema dedicado as nossas instabilidades, tipicamente feminino:)
Revejo-me...ou seja, tenho fases como a lua!

Diva disse...

Estou numa das fases... resta descobrir qual!
Bjs meus