04 dezembro 2007

Use e abuse

Abra lentamente cada botão
saboreie o obstáculo
demore-se em cada fenda
deslize pelo decote
toque suave e firmemente
explore as texturas
use os dedos
experimente a língua
mantenha-se ajoelhado.
Autor desconhecido

(nao fui eu que escrevi mas, bem que poderia ter sido lol)

9 comentários:

R@Ser disse...

Amiga...passando para te ler!

Bjos doces

MANDALAS POEMAS disse...

Hola. Es, sin lugar a dudas, un inmenso placer visitarte. Es tu sitio un oasis para el alma. Te felicito e invito a que visites el mio. Allí están consignados mis poemas.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Un abrazo desde Barranquilla, Colombia.



Víctor González Solano

Anónimo disse...

Ta-se? Bjs nossos

luafeiticeira disse...

Isso assim é que é dar ordens lol
beijos

Kapikua disse...

provocante como se impõe!!!!

e gostoso...

beijo

Hydrargirum disse...

É bem sugestivo este "poema"....

Tão sugestivo que eu nem comento mais nada...a não ser o que pode ser qualquer coisa...certo?

Jinhos:)

Fátima disse...

Nada como fazer-lhes entender o que queremos, para que nos possam dar o prazer que desejamos..................


Beijos

alexia disse...

Por acaso até acho que se fosses tu a escrever a coisa sairia mais...descrita:)

Kiss

Pearl disse...

A foto ilustra o poema brilhantemente!
Já nem tenho palavras para ti!!!
:o)))***
Ah, claro que tenho: o presente lá no lágrima diz tudo!!!