31 janeiro 2008

Momentos

Ando meio anestesiada por sei lá o quê. Sinto a pulsação fraca, arrastando-se apenas na eternidade do que nunca será. Sinto que a chuva do nada me leva ainda mais a deriva, perco por completo o rumo, mais e mais... os braços teimam em não se levantar. Vivo num descontrole sem pressa alguma. Nem inverno e muito menos verão. Não quero mais o refúgio do sonho, nem o teu cheiro que não sai da alma, nem a espera que não cansa, nem as mentiras que me embalam. Caramba!!! Escrevo porque não consigo ficar triste. Para morrer é preciso paixão e fogo. Nem morrer consigo!
Tenho tesão arrebentando meus poros, estou presa ao desejo do meu nada e do teu tudo, sinto que hoje sou gesto que acarícia e palavra que se cala... melhor, palavras que nunca te poderei dizer... Estou cansada de coisas comuns, de viver me destruindo apenas para poder depois me construir.
Preciso perder o folego e o conforto, ser Janeiro de uma vez por todas.
Preciso ser mais do que cumplíce, abrigo e amante.
Preciso sair da tua retina e das tuas segundas intenções.
Preciso me reeinventar.




13 comentários:

! disse...

Já eu sou mais simples,
PRECISO DE TI.
Não sei como,
não sei ainda onde,
mas
PRECISO DE TI.
Já sem folego,
já sem abrigo,
já sem raio de visão suficiente,
preciso-te e pronto!

Oliver Pickwick disse...

Ora, doce menina, você tem tanta energia que nem precisa tomar Prozac nestes momentos mais melancólicos. Uma aspirina é o bastante.
Saudações de Salvador, Bahia, a cidade mais africana fora da África.
Beijos!

P.S.: E essas mulheres negras e gatíssimas que você você tem mostrado, hein? Aquela sentada na cama - por exemplo, seria capaz de partir o coração de um exército inteiro.
Beijo-te!

Sr do Vale disse...

Então...reinvente
Viva o outro lado
o avesso inverso
em verso.

Noivo disse...

para seres janeiro tens de te apressar:) gostei:)

O renascer da Fenix disse...

Renasce das cinzas tal fénix e voa e ganha folego e chamas para iluminarem o teu caminho...

Uma grande chama para ti

Hydrargirum disse...

Estás mesmo em processo de ruptura e de reinvenção!!!

:/

Que passe depressa!!!E que retomes que verdadeiramente és....mas modificada!:)

Jinhos:)

Anónimo disse...

Louca,
Reinventa-te mas retorna. Afinal Janeiro acaba agora mas volta sempre alguns meses depois. E com ele os cheiros da terra vermelha humedecida pela chuva que nos obrigam a permanecer amarrados aquilo que somos. Seres errantes mas livres. Imperfeitos mas completos. Experimentalistas daquilo que sonhamos.

O teu nada bastava-me agora, porque as intenções nunca foram segundas. Foram sempre as mesmas primeiras e unicas.
Momentos de vida. Arrancados de dentro. Absolutos.

um beijo

Su disse...

Não sei ao certo de onde te vem tamanha confusão, sei apenas que escreves cada vez melhor, sempre achei as pessoas mais confusas as mais interessantes... vai dai, sejas o que fores, estarei sempre por perto.

Beijo-te, a saber a janeiro!
:)

Edson Macedo disse...

Se t embalam as mentiras, torna-as verdade e resvala por quem mente. Pelo q t tenho estado a ler prefiro-te sem paixão nem fogo.
Será q vives o mesmo lema da separação com q estou a viver neste momento e que me atormenta e me faz também pensar e decidir "sair das segundas intenções" para poder então de uma vez por todas "me reeinventar"?
Mas por tudo isso e sem tudo isso me atrevo e t digo. Beijo no coração.

luafeiticeira disse...

Não, agora precisas de ser fevereiro lol
beijos

Pearl disse...

INTENSO!!!!
Reinventa-te como tu própria que és demais!!!

Ah, não me sais da cabeça... (passa lá no lágrima!)
:o)))***

Kapikua disse...

reinventa-te!

Mas volta com essa tusa na mesma, que eu Adoro!

Beijo

un dress disse...

quem me dera saber que te dizer,,,

que algo está bem vivO

dentro... como sabes?

e que é preciso, mudar.

sair. reinventar...





.abraÇo ~