16 junho 2008

Banquetes fora de horas...


O imprevisivel aconteceu. Estou no teu corpo. Indócil, acesa, inquieta. Ferro, terra e tudo mais. Vou prologar-me no tempo e ser cicatriz que marca, centelha do fogo que te queima e embriaga.
Sem pedir licença cresco-te na incoêrencia, nos sentidos e no sexo.
Sabes que se me ousares viver, teu destino será diluido em minhas mãos. Cavalgarei teus sonhos e concerteza tecerei teus anseios em arfar e suor.
Hoje... com cores de carmim vou transformar loucura numa canção. Sinto minha vida pulsar.

11 comentários:

NAELA disse...

Wow!! Beleza rara, sentimentos que exaltam na pele e deixam rasto...Diva continua estas de parabens!
Beijo magico

Anja Rakas disse...

Hoje...eu senti minha vida...
Hoje...eu senti minha pele quebrar...
Hoje...eu senti minhas unhas curvarem-se ao vento...
Hoje...eu nada sei.

Bj Lindona

Dois Rios disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dois Rios disse...

Jogo irrecusável de peles, cheiros, desejos e anseios.
Bom demais! Tanto o jogo qto o texto.
Beijos,

Jorge Cardoso disse...

carnal mas excelente!!!

bjs...

Anja Rakas disse...

Ola.
Adorei teu "Amo-te".
Pois serve e muito.
Qualquer dia ainda oiço tua voz dizendo me isso!!! :)
Amanha acordarei sacudida...ehehhe
Bjaooo

Anja Rakas disse...

Sunshine,
Vinicius acalmou minha alma hoje.
Nada como um final de dia com uma poesia desse sábio e génio.

Aquele que amo
Disse-me
Que precisa de mim.
Por isso
Cuido de mim
Olho meu caminho
E receio ser morta
Por uma só gota de chuva.

Bertold Brecht

Beijão e...Obrigada.

intimidades disse...

lindissimo

Anja Rakas disse...

Hoje..levava-te para um "Sábado em Copacabana".

Bj meloso

Anónimo disse...

Comandar teu corpo à distancia exige o rigor de sentidos que só tem igual na cumplicidade que se seguirá. Bjks Manuel

Anja Rakas disse...

Vamos minha querida..
Leva tuas havaianas que eu levo as minhas brancas...
Tenho 2 garrafas de champanhe, uma para tua garganta rouca de sede e outra para minha alma.
Mas não esquece, que de madrugada vou me banhar nas águas da vida, mergulhar de cabeça e nadar de bruços ate o sol raiar...fazes-me companhia?

Bjs