11 junho 2008

Divorcio

"...A morte não é a maior perda da vida.
A maior perda da vida é o que morre
dentro de nós enquanto vivemos..."
Norman Cuisins
Nunca deixo de me surpreender, como duas pessoas passam em tão pouco tempo de amantes incondicionais para vazios absolutos...

7 comentários:

Diva disse...

Meu irmão está apartir de hoje oficialmente divorciado. Tristemente olhei para ele e a ex-mulher a saida do cartorio e quase não os reconheci. Pareciam tão vazios...

Não acredito que todo o fim tem de ser assim...
Bjs meus

NAELA disse...

Diva a vida é feita de fragmentos de felicidade, de momentos que involuntariamente levam-nos ao caminho do destino!
Lamento o vazio, mas dara espaço para que enriqueça com sentimentos novos, mais fortes e sinceros;)
Um texto deveras sabio!
Força!

Anja Rakas disse...

Humm..
Interessante sim...
Quando de repente sentimentos fortes e possivelmente duradoiros se tornam cinzas ao vento.
Tudo tem seu tempo de recuperação...de reinicio...Mas o segredo está ai mesmo...tempo.
Tenho uma experiência nessa área...sad moments that come without making an appointment but unfortunately as Frank Sinatra said..That's Life.
Anyway...vo subir no meu cavalo e rumar ao por do sol...

A]\/[®r@_D®c& disse...

Pois e....
Incrivel ver como uma grande
Chama ardente
Se vai apagando ao longo do tempo
Ate ficar so a cinza
A indicar que um dia
Houve la um fogo....

bjuxxx

Dois Rios disse...

O desamor se esvazia do que foi.

Muitas vezes, nem o afeto resiste a esse esvaziar-se.

p.s. obrigada pela visita... vou linkar o se blog.

bjs,

L.S. Alves disse...

Diva eu não consigo entender porque o divórcio tem que ser o início de uma longa inimizade.
As coisas não precisam ser assim.
Beijos.

Amante da Vida disse...

Pior é que esse vazio aumenta com o tempo ... mas um vazio oco.

É para esquecer ... a vida continua

Beijos