20 outubro 2008

Afectos

Tornei a perder-me nas encruzilhadas de uma paixão arrefecida. Um feitiço lançado no tempo, parasita da pele e que me exala dos poros. Sinto-me viva. Estou presa nas quimeras com tons prata e torrentes tão fortes que me sugam toda razão.

Conheço os sintomas, a falta de ar, o pensamento ausente e as amarras soltas pela tempestade que se avizinha. Ando forte, aguda, impaciente e rasgando cores por onde passo. Escalei ao cume da ousadia.
Vou morrer no voo envolta no ardor desmedido.
Vou gerar dentro de ti sementes de luz e pecado.
Vou escorrer-te em mim sem remorsos e nem limites.
Vou começar tudo de novo.
Eu sei… Um dia eu aprendo e mudo de rumo… pelo menos tento.

6 comentários:

X!mb!t@nE disse...

Força, força! As melhores liçoes sao as que aprendemos sozinhos

Salve Jorge disse...

Muda não
Melhor contigo sendo
Personificação do tesão
Nunca arrefecendo
Sempre envolvendo
Mais que a nossa percepção
Corres rente
Na vontade da gente
Como uma mão
Mais que insistente
Trás penitente
Olhos e lábios vorazes
De tudo que trazes
Não faça
Portanto, as pazes
Só se engraça
Traça
E muito mais nos embaraça
Que é sua graça
A nossa taça
Tua
Nua
Vai.. se insinua...

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Diva,
Divina nuvem
Dividida
Esses versos são de um compositor brasileiro, César Costa Filho, o Cesinha, que compõs "Diva", sempre com a letra D rimando. Te trago depois a letra, tá?
Mudar de rumos...é tudo o que queremos, sou uma nômade, no corpo e na alma...tô contigo e não abro!!!Bjsss

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Mudar por querer, por aprender, encerrando ciclos e entrando em outros... é a vida!
Se é bonita, nós é que temos de dizer!
Beijos e borboleteios!

Dando a Bunda pra Bater disse...

Engraçado, mas todo mundo paga o preço desse descaminho. Deve ser uma maravilha se perder assim. Eu já ando pensando 4 vezes.

Beijos

Enfil

em azul disse...

Para quê desviar do rumo os afectos?
Eles têm bússola voltarão!

Beijo
em azul