15 outubro 2008

Step by step

Não esperes por mim. Não cheguei, não fui, não fiquei e nem voei.

Não esperes por mim. Montei nas rédeas do silêncio e me deixei seduzir pelas tonalidades de (mais) um novo começo. Em estreitos obtusos, amanheci na calçada da rua, observando o meu passado andar descalço e sem tormento algum pelos passeios insensatos da insónia de uma viagem que o corpo não mais consegue carregar. Passos saltitantes, alegres assobios, mil cores pintadas no sorriso e estampadas no olhar. Travessa. Marota. Mulher.

Não esperes por mim. Continuo voando por ai, transpirando em pequenas gotas de lume ainda aceso e impulsos que se escrevem no Braille dos sentidos. O abandono enche-me de ar fresco, fazendo os pulmões indefinirem-se na exaustão de um destino que brilha na penubra do começo de mais uma alvorada.

Não esperes por mim. Eu também não me esperei. Desvendo-me nos passos banais e alegres, uma fuga subtil pelos caminhos bem humorados dos desencontros da minha vida.
Sorrio. Escrevo. Penso. Cada vez mais me desconheço…

15 comentários:

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Ir por aí... Deixar-se ir... Seguir os passos da dança do universo. Desconhecendo-se, conhece-se!
Nessa viagem, nascem versos, palavras, textos, desejos, tantos!
Beijos e borboleteios!

Nanda Assis disse...

lindo o texto, coisa romantica, com ares de tristeza me encantam muito.
bjosss...

Só Eu disse...

Como sou muito mal mandado eu VOU ESPERAR SEMPRE POR TI.
Esperar pelo encanto dos teus post, esperar pela inteligencia dos teus comentários, enfim Espero Sempre por TI!
Beijinhos

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!


Voa voa...

e quanto a mim vou voando contigo... e espero por ti se preciso!


beijos

kris disse...

avid,

não te percas é nos teus voos...tens de aterrar em algum sítio.

beijo

Carla disse...

gostei imenso de passar por aqui...de sentir a força e a beleza das palavras

em azul disse...

Que grande pitada de vermelho!
Beijo
em azul

Salve Jorge disse...

Não espero
Eu só venero
Me destempero
Um mundo poético gero
Teu tudo quero
Mas não espero
Que eu só sei me jogar
No desconhecido...

NAELA disse...

Linda caminhar ao encontro das tuas palavras é sentir profundamente a vida, a essencia de nos!
Beijo doce

Nilson Barcelli disse...

Continua então, de preferência pelos caminhos que tu gostas.
E continua a escrever assim, isto é, muito bem.
Beijinhos.

Pearl disse...

Sorrio. Escrevo. Penso. Cada vez mais me desconheço…

Sempre intensa, sempre controversa, sempre cheia de VIDA!!!

:o)))***

O Sussurrar do Corpo disse...

Um sussurro...

Anja Rakas disse...

Eu...bem...eu...esperei ne...mas..tu..tinhas que me dar uma seca dos diabos...
Bjs

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Avid ou Diva
Esperando
Por não esperar
Por aí
No vermelho
Do batom
-------------
...e esse final de semana?
Bjsssss

0.04 disse...

belos pares
de sapatos