07 dezembro 2009

Eu


Se te sirvo na mesa
A carne quente
Chegas a pensar:- Como ela é pura!

Se te sirvo na cama
A carne quente
Chegas a pensar:- Como ela é puta!

Não sou pura, como queres.
Não sou puta, como temes.
Sou única.
Oswaldo Antônio Begiato

8 comentários:

L.S. Alves disse...

Ótima poesia. Vou atrás de saber mais sobre o autor.
Um abraço moça.

Kapikua disse...

tu mexes comigo Diva!

Beijo puro ou puto!

Pekenina disse...

Lindo...
Eu diria que sou isso e muito mais... :)

Grande beijooo

Sr do Vale disse...

És corajosa.


Saudades ou quem sabe lembrança.

Bernardo Lupi disse...

Ora nem mais! Adorei o poema!

Salve Jorge disse...

Seu eu..
Eu?
Seu...

*** Cris *** disse...

Uau...adorei!
Bjs!

Bela disse...

Ei, posso copiar?
Bjinhos ;)