16 fevereiro 2007

Ligação Proibida


Falas-me palavras mudas, murmuras gemidos surdos... Digo-te que estou exausta mas sem sono, me entrelaço entre o celular e o livro de Mia Couto abensonhada pelos lençóis de linho branco. Segredas-me palavras, murmúrios de tesão... Digo-te que me apetece beijar-te o sexo, sim o falo erecto num beijo demorado entre lambidas e mordidas suaves. Mato-te a razão e afloro tua loucura no cavalgar muito doida este tesão que em mim vive e em ti nasce...Louca, me chamas...Louca! Tocas-me com palavras, apalpas-me com frases que eu transformo em prosa, fodes-me com rimas mal feitas...Ser tua continua a ser segredo dentro das palavras.

2 comentários:

escorpiao disse...

E continuaremos eternamente donos do nosso segredo. Porque ele e a origem e a forma desta estranha e doce forma de nos amar-mos.
Com as palavras virtuais que nos penetram como lancas e nos aproximam mais a cada dia.

Diva disse...

Hummm...necessito de palavras e nao as encontro. Por onde se meteram elas?
Bjs meus