01 fevereiro 2007

Porque?

O que há em mim é sobretudo cansaço
não disto nem daquilo,
nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,Cansaço
A subtileza das sensações inúteis,
as paixões violentas por coisa nenhuma,
os amores intensos por o suposto alguém,
essas coisas todas.
Essas e o que faz falta nelas eternamente;
tudo isso faz um cansaço,
este cansaço, cansaço.
Há sem dúvida quem ame o infinito,
há sem dúvida quem deseje o impossível,
há sem dúvida quem não queira nada
-três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
ou até se não puder ser...
E o resultado?
para eles a vida vivida ou sonhada,
para eles o sonho sonhado ou vivido,
para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo, íssimo, Cansaço...
Álvaro de Campos

10 comentários:

Cavaleiro disse...

Adoro Fernando Pessoa!!!

Bj ternurento
Cav

chapa100 disse...

e no cansaco ama o barco, na rede que pesca a vida e a alga que respira.

L.S. Alves disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário. Mas acredite:
Dias melhores virão.

Escorpiana Explosiva disse...

Quem é que nunca sonhou com coisas impossíveis"amor",cansamos de sonharmos ,mas nem por isso desistimos de tentar alcançar nossos objetivos,aquele que cansa antés é aquele que não tem força de vondade de chegar em algum lugar.

Obrigada ela visita voltesempre.

Diva disse...

Cav querido
Sei da tua paixão por F. Pessoa. Também gosto imenso mas este poema é do Álvaro Campos um poeta de quem também gosto muito.
Bjs meus

Diva disse...

Chapa 100
Sim! Se ama mesmo no cansaço...
P.S. Thanks pela visitinha.
Bjs meus

Diva disse...

I.s
Sei que sim...vivo esperando por eles, tarde ou cedo chegam, isso é o mais importante.
Bjs meus

Diva disse...

Escorpiana
Pura verdade!
Bjs meus

Cavaleiro disse...

Mas, minha adorada Diva, Álvaro de Campos é um dos heterónimos de Fernando Pessoa...

Bj terno
Cav

Diva disse...

Cav querido

Hum hum hum... a cada heteronimo um espirito, uma vontade. Ou estou enganada? Prefiro acreditar que sim.
Bjs meus

P.S. Coisas de Diva rs...sabes como sou