09 outubro 2007

Chiuuuuu

No teu silêncio amor...
Meu coração é insensatez que rima ardor com dor.
A ti meu amor...
Deixo escrito em petalas de mil cores
um beijo sonhado e perdido no espanto.
Que o silêncio se quebre
na fúria de mil mares
na tormenta de muitos ventos
de lábios entreabertos e a boca molhada
de corpo tremulo e olhar perdido
desfolho a noite e me dispo de tudo
no teu silêncio amor...
Eu te espero... infinitamente.



9 comentários:

Helena Nunes disse...

Uma espera, mergulhada nas memórias de outrora, na certeza de quem sabe o que quer.
Bjos
(desculpa a ausência)

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Não me esqueci;)

Em breve.... (tenho estado a voar)

Adorei o post!!!
Ah e hoje conheci uma Diva!!!

Lembrei-me de ti****************

O Profeta disse...

Neste cais de espera és garça de alvas penas...


Doce beijo

Lu@r disse...

A espera permanente...

Deixo um beijo perdido no tempo

Luz&Amor disse...

Que lindo poema!!!
No teu silêncio...Eu te espero.
Beijos e obrigada pela visita.
Bom dia.
Bjs

Crónica disse...

Hmm essa song
mt profunda

lembras o que me falaste uma vez sobre a espera???

hmmm tenta lembrar ta?
Jinhuz da crónica

Um Momento disse...

Linda a musica... Belo o poema...
E mais não digo a não ser deixar um beijinho...
Shhhhhhhhh
:)))
(*)

Anónimo disse...

Companheira, mas tú ainda esperas? e não desesperas? Parabens pela musica. Gostava de (d)escrever assim o que sinto.
Ah! ouvi falar de problemas cardiacos no bicho venenoso.Tentei confirmar mas levei uma nega. Não atende. Será k sim?

alexiaa disse...

As vezes confesso que quebro um pouco mas a verdade é que sorrio a maior parte das vezes com estas nossas esperas, avanços e recuos naquilo que nos parece sensato, decisões tomadas que voltamos atrás sem pudor...eu sei lá, não há duvida que a espera enlouquece mas se não for isso aposto que arranjamos outro motivo qualquer:)).
Andei meia desaparecida, as vezes custa-me ler o que os outros escrevem por recear ler só por ler. No entanto li os teus posts atrasados, não comento em todos mas bisbilhotei…

Um beijo