17 janeiro 2008

Adormeci assim...

Calor.
Anoitecer suado
transdisposto em sonho
ardor intenso.

Imenso que se perde
entre pernas,
entre mãos,
entre seios.

Percorre os mamilos...
Tatua-se nas entranhas...
Corre no sangue...
Perde-se na alma...

Desejo.
Engole-se cada gole
cinza quente
fogo ardente.

Aperta as coxas.
Morde os lábios.
Geme quimeras.
Encontra-se no gesto.

Nos sentidos o guia...
Caminho de prazer
Loucura pulsante
Sabor que nada decifra

Arrastão de fúria...
Inquietude em cama quente.
Adormecer!

P.S. Devaneios traduzidos em escrita depois de curtos minutos ao celular.

16 comentários:

Liz disse...

Bonjour!
Visitando...visitando, cheguei até teu cantinho, eu faço assim: olho muitos blogs, os que eu gosto deixo um recadinho e quem sabe a gente não possa ir trocando comentarios depois, né?

Secreta disse...

Muito sensual! Que mais dizer ?

Kapikua disse...

Mon Dieu!!!!!

Agora rebentaste comigo. KO no primeiro round!

E aqui, neste frio invernoso, me aqueço com esse fogo que é ler-te!

Beijo

markus disse...

Diva,
tu tens de continuar, pq as tuas palavras transpiram imagens, a foto tb foi mt bem escolhida..tens aki um cantinho lindo.
Um bom resto de semana por terras do calor eterno. BEIJINHOS***

Rogério Felício disse...

Quando quiser pode ligar para o meu celular...rsssssss


beijinhos :)

O renascer da Fenix disse...

Beme como consegues adormecer assim... meu deus que calor...

Beijos

Oliver Pickwick disse...

Querida Diva, princesa dos versos sensuais, e diva entre tantas divas, Marylin, La Garbo, Ava Gardner...
Se algum dia for a Moçambique - não peço muito, mas será que deixaria ser o seu despertador?
Beijos com campainha! Doce e musical, é claro!

Salve Jorge disse...

O seu adormecer
É em mim o alvorecer
De um certa excitação
Desmesurada pulsão
Transformada em vibração
Que me percorre a espinha
Faz sentir teu calor
E perder o pudor
De fazer-te minha
E sorver ainda mais
Entre pernas
Entre mãos
Entre seios
Percorrer teus meios
E morrer em teus fins
Percorrer cada mamilo
E beber do teu sangue
Com calma
Devorar-te a alma
E fazer explodires de desejo
Tremeres com um beijo
Enquanto lhe vejo
E corro na carne a palma
Da mão que aperta coxas
Enquanto se entranha
E ainda mais me assanha
Esse seu sonho que me banha
Quimera
Em que quero me perder
Adormecer
Completamente à sua mercê...

Dias disse...

Está bom, senti.
E a foto idem...

Beijo

luafeiticeira disse...

Sentido.
E que tal poesia barroca?
jocas

Hydrargirum disse...

Adormeceste assim...e acordaste-me a mim!!!

Vou aquecendo com o teu texto!!!!:)

:D

Jinhos:)

Su disse...

:) isso sim é saber voar! Imagino como terá ficado quem deixas-te do outro lado do cell...

Beijo sem ar.

A.ses.i.oM disse...

... E que adormecer!...
Doce, Quente, ...
Cheio de desejo paixão e loucura...

RedLightSpecial disse...

Hummm...
Assim vale a pena ter breves conversas!!
:P
Beijos!

Obscuridade Translúcida disse...

Muito intenso...

Adorei...

Rui Caetano disse...

Uma imagem deslumbrante, belíssima, sensual.