28 março 2008

Acordei assim...

Escrever é para mim um grito no silêncio, não procuro significados e nem margens para o que realmente sou. Tenho um escrevinhar voluvel como o vento, impaciente, irritadiço e cheio de não me toques... As vezes escrevo porque quero contestar, estou frágil e carente, ardente e pura, porque acordei bem disposta ou porque simplesmente me apetece argumentar em prosas armadilhadas de sentimentos e quadras mal conseguidas que se geram desalinhadas rompendo a ordem estática da língua de Camões.

Da minha escrita, também se arrepiam talentos que escondo a sete chaves, pecados incofessáveis e pouco compreendidos, vontades de ser poeta que arrebentam as cordas do vazio e galgam na vossa imaginação com desejos e sorrisos intrometidos sem muito de razão. Pelos comentários deixados aqui percebo que por este blog passam quase que diariamente:

- Aqueles que me conhecem e como tal percebem o que escrevo e entendem o meu estado de espírito (poucos, felizmente);
- Os que pensam que percebem o que escrevo, porque pensam que me conhecem( são os que me irritam profundamente)
- Por último aqueles que não me conhecem, não me querem conhecer e da minha escrita procuram apenas a essência do momento, que é sem dúvida o que considero mais importante. Os pormenores são de tudo, o que menos me importam.

É importante reflectir sobre a importância que se dá às coisas, que por vezes aparentam ser tão simples.
Sei lá porquê mas hoje apeteceu-me por algumas coisas a limpo.

13 comentários:

O Profeta disse...

Esta é a alma que voa de um Profeta
Ao encontro do teu sentimento
Este é o sal de alva espuma
Que te ofereço e diadema de espanto…

Olhos de alma, da tua alma
Quero-os no cais da minha chegada
Espero por ti em manto de ternura
No encontro da minha caminhada


Bom fim de semana

Mágico beijo

♀ Venus disse...

Alguém ou alguéns irritaram-te profundamente.
Espero não ter sido eu.

Gosto da tua escrita... Não por ser tua, mas transmitir verdade, sentimento, seja ele positivo ou negativo.
Na tua escrita, identifico muito do que vivo... E muitas vezes, parece descreveres vivências de outrêm na sua plenitude; parece que no momento estavas lá. Acho isso único, profundo e admirável.
Tu é uma artista, tens um dom, que muitos queriam ter e não têm.

Para os que te incomodam de alguma forma, manda a maneta. Como dizes, não te conheçem. A frustração deles é essa, não te conheçerem.

Escrevi muito. Acho que chega. Foi mais um desabafo, né?!

Beijokas e bom final de semana

NAELA disse...

Diva a tua frontalidade é arrepiante, mas de uma coragem extrema! Tens um dom porque a tua escrita é uma dança de palavras!
Fica aqui a vontade de continuar a ler-te!
Beijos linda

L.S. Alves disse...

Vou pra casa pensar nas suas palavras. Retorno na segunda.
Um abraço.

Anónimo disse...

Louca,
importa refletir nas razões porque se escreve e mais ainda na motivação daqueles que diáriamente e de forma militante, abrem um blogue para ler aquilo que alguem de que se gosta escreveu. Isto porque não imagino ninguem a abrir páginas de quem não goste.

A irritação é um causa motivada por um efeito. E muitas vezes esse efeito tem nada a ver com aquilo que julgamos ser a causa imediata. Quando o pavio está quente, basta uma pequena faísca para provocar a explosão.

Uma opinião ou um comentário tem a importancia relativa que têm todas as opiniões ou comentários. Ou seja, aquela que no momento lhe damos.

Bom fim de semana para ti!

Bichinho disse...

Bom fim de semana...beijo fantasma.

Salve Jorge disse...

Quando acordas
E toca as cordas
Da tua harpa
A gente zarpa
E sai voando farpa
Pros que da borda
Acham que entendem o que abordas
Tolos
Sem saber que és maior que qualquer dimensão...

Anónimo disse...

Bem... e depois existem os bajuladores....

mixtu disse...

e fizeste bem, aliás nada deve quedar por ser dito
parabens

abrazo serrano

Oliver Pickwick disse...

Uma vez escrito, o sentimento do autor do texto já não conta muito. O que importa é o que os leitores vão sentir.
Keep the beat!
Beijos!

un dress disse...

e a limpo ficam...

... a ser aqui! :)









beijO

O renascer da Fenix disse...

Olá Diva...

E colocas o Fénix em que categoria???


Uma Grande Chama...para ti...beijos

Um Momento disse...

E fazes tu muito bem , por isso mesmo escrevemos o que nos apetece
Se temos um espaço é para isso mesmo e eu falo por mim.
Visito-te porque gosto, quando quero e posso, penso que deveria ser assim com todos ...comento o que acho que devo comentar ou só e apenas te deixo um beijo
( sou tão mázinha:D)
Mas agora pronto...toma lá um xi-coração para ñ me chamares forreta:)))

(*)