16 maio 2008

Acordei assim...

Já passam das 11 horas e continuo completamente mal disposta. Sinto-me frágil, quase como aquele nublado sem alma que vejo do lado de fora destas janelas abertas. Olho para as nuvens que conversam com o sol, assuntos sobre mim, de como acordei dolorida depois de ter adormecido tão serenamente. Terá sido o sonho que me assolou o sono? Terá sido a impiedosa extensão do tempo que dormi que me deixou assim?

Acordei tão longe de mim... recolhida nas entranhas de um dia tão igual, de desejos no cio. Não gosto de me sentir assim, raramente me sinto assim trasmutando a visão das coisas e saudando a nostalgia da proximidade das lembranças mesmo antes de ter tomado o pequeno almoço. Talvêz eu esteja com fome... Talvêz eu esteja sem muita vontade de trabalhar...

Escrevo na tentativa de afastar de mim este momento de asas negras que me assustam, a escrita sempre pode funcionar como um anestésico que me deixará a mente dormente e quem sabe até amnesica. Só assim, só assim... hoje não morrerei por falta de um beijo. O dia continua... seja neste desabafo, seja na lágrima que não tenho, no rosto azedo da minha chefe ou no murmúrio das cicatrizes perpétuas que me visitam.

Continuo tão longe... a única coisa boa de ter acordado triste é que a poesia soltou-se da carne rsrs. Vou é trabalhar...Fiquem melhor que eu tá?!? Boa sexta-feira pra vcs e muitos Bjs meus... Ah... aqui fica o poema:

Toca-me.
Sou lilás em pano branco.
aos poucos em ti,
serei espanto.

Prova-me.
Tenho hálito de beijo.
Sabor de fogo de artifício
estrelinhando mil sonhos,
no céu da tua boca.

Encanta-me.
Encontra em mim teus trilhos
segue-me os passos
inemagina-me... somente em ti...
sou então...
vencedora de todas as esperas!


12 comentários:

NAELA disse...

Linda como te entendo, ha dias que acordamos neste estado sem saber porque?! O importante e que as palavras divagaram num texto cheio de sensibilidade;)
Beijo e que o Sol ilumine este dia nublado

♀ Venus disse...

A Naela tem razão, há dias que acordamos assim mesmo.
Parecemos almas a circular na cidade... Pessoas sem vida, procurando abrigo nas coisas, sentimentos alheios e palavras escritas.
Queremos fugir, mas o corpo prende na realidade da situação.
O melhor, é que é sempre passageiro. A triste e doce realidade traz-nos de volta e passado algum tempo entregamo-nos ao que sentimos.
A vida é engraçada.

Foi bom, porque inspiraste-te e brindaste-nos com um poema.

Beijus linda

Pearl disse...

Fico triste por saber-te triste...
Amanhã, tudo vai mudar!!!
:o)))***

Salve Jorge disse...

Toco-te
Sou azul pra subsumir no teu lilás
Aos poucos em mim
Já és canto

Provo-te
É teu sabor que vejo
No teu hálito de beijo
Explodindo pelo céu
Erguendo teu véu
Ao léu na tua boca

Encanto-te
Trilhando cada recôndido
Lambendo teus passos
Tuas asas
Entranha-te em mim
Seja então
Vencendora que impera...

intimidades disse...

so te posso dar um beijinho e desejar que tudo fique bem

Jokas

Paula

un dress disse...

acordo MUITO assim...:)








beijO

Valentim disse...

Sejas forte, sejas vencedora de todas as esperas e viva feliz. Beijos.

Anja Rakas disse...

Es Humana!

Deixei um recadinho para ti laaa na minha nuvem...da uma passadinha.

Bjaoo

EDUARDO disse...

E depois da tempestade... Tudo urge... Beijão grande amiga!

cacharel disse...

Há dias assim... os tais espinhinhos da vida... que "murcham"o nosso amanhecer e nos deixam sem vontade de nada fazer...:'(

Acontece-me muitas vezes! Felizmente ha um novo amanhecer e o sol volta a brilhar...;)

Gostei muito d teu cantinho...

Beijos doces***

Um Momento disse...

Bem... espero que estejas melhor... hoje é segunda feira... eu cá estou... preguiçosa!!!!

Deixo um beijo... e ... boa semana:)))))

(*)

variasformasdearte disse...

Espero que já estejas melhor ;)