02 setembro 2008

Escritas

Alma precisa-se… para poder escrever um poema. É preciso encher-se de silêncio, abalar o normal e sem pressa contorcer o genérico até dele se soltar o intenso da veia. Desnudar as nódoas do ser, e fundir-se no vazio como uma espinha curvada perante o precipício do ser. Nesse exacto momento faz-se da alegria o último dos choros e caminha-se por ela. Com simplicidade dá-se vida as lutas, abismos, orgulhos, pensamentos, sabores, tais e tais. Na escrita flutua-se… em lugares onde pobres mortais se afundam. Claro… tornar-se indefeso é imprescindível ao verso!

Depois da página escrita, a essência. A virgula. O ponto paragrafo. A vertigem. O agora. Transformar-se no que é. No grito e no gesto oprimido. Intoxicar-se na letra, soltar a palavra da asfixia e por fim, no fim do fim, dançar no risco e ser fiel aos sentidos. Apenas isso.

14 comentários:

Bill Stein Husenbar disse...

Sem alma não há posia... Sem sinceridade as palavras não são vivas.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

L.S. Alves disse...

Talvez tornar-se indefeso seja o que afasta as pessoas da poesia.
Um abraço.

em azul disse...

Da prosa nasce poesia. Desta prosa nasceu!

Beijo
em azul

Paradoxos disse...

"No grito e no gesto oprimido. Intoxicar-se na letra, soltar a palavra da asfixia e por fim, no fim do fim, dançar no risco e ser fiel aos sentidos. Apenas isso"

aqui tempos poesia!!!
prosa poética como meus olhos gostam...

:-)

amei

~pi disse...

escutar atentamente


( fechar os olhos



~

Salve Jorge disse...

Para boa escrita
Não basta que reflita
E exponha sentidos
Que o que vai ser lido
Precisa fazer uma ponte
E ainda ser fonte
Para que o leitor
Faça-se vitima e senhor
Por própria vontade
De uma inspiração que invade
Reconfigura
E com sacralidade impura
Despe
E reveste
Uma compactuada jura...

O2 disse...

Hey! Já tinha saudades de te ler assim!
Com tudo dentro!
beijos

Salve Jorge disse...

Lembra que você me pediu um poema?
Então:

http://alcovareal.blogspot.com/

intimidades disse...

alma? gostava de ter uma conversa com a minha

Jokas

Tas add

O Profeta disse...

Tu és uma Avatara...


Doce beijo

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Maravilhosa composição sobre o ato de escrever!
Traduziu muito bem o 'nascimento' de um texto!
Fiquei encantada!

Beijos e borboleteios...

A]\/[®r@_D®c3 disse...

amiga, de tanto beber....
fikaste pelo avesso??
AVID????

hahaha nao aguentei com essa hem....

beijo sabor de amora**

NAELA disse...

Lindo texto,palavras que nascem de uma alma magica!
Beijo terno

0.04 disse...

é mesmo