03 setembro 2008

;o)


“Coconuts” fervilhava de gente alegre e já completamente fora dos eixos.
Num canto mal iluminado ele deslizava as mãos indiscretamente dentro da blusa dela. Jamice cantava e encantava no palco. Ela perdia-se nos versos e no tremor das sensações provocadas pelo toque da pele suada e do perfume forte que se misturava ao piscar das luzes e dos risos oferecidos generosamente por quem frequenta a noite… A madrugada começava então no balanço do zouk mania…

Lembranças.

3 comentários:

Anja Rakas disse...

Vou abusar...mas não resisto:

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.
Clarice Lispector

0.04 disse...

;)

daniel disse...

Avid

A madrugada, a bela madrugada, foi então início da noite!
Beijos
Daniel