26 outubro 2008

Don't try again later

"Por favor, não me analise
não fique procurando cada ponto fraco meu.
se ninguém resiste a uma análise profunda,
quanto mais eu...
Ciumento, exigente, inseguro, carente
todo cheio de marcas que a vida deixou
vejo em cada grito de exigência
um pedido de carência, um pedido de amor.
Amor é síntese.
É uma integração de dados
não há que tirar nem pôr
não me corte em fatias
ninguém consegue abraçar um pedaço
me envolva todo em seus braços
e eu serei o perfeito amor"
Mário Quintana

5 comentários:

kris disse...

as análises profundas, procuram defeitos que toda a gente tem.
Há que viver um dia atrás do outro...respeitando o feitio de cada um..e dar lugar ao amor..
Dar segurança ao outro..é o que segura o amor...quando a insegurança se instala....dificilmente as coisas resultam...

beijo, bom domingo

camaleoa disse...

Todos diferentes...
Todos iguais....

Se todos fossemos perfeitos o verbo errar nao existia no dicionario.... :)

daniel disse...

Avid

Pronto, olho apenas de soslaio e esqueço. Entretenho-me a ler Mário Quintana, de que gosto e limito-me a achar boa opção.

Beijo,
Daniel

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Adoro Quintana, desde o mais doce ao mais triste dos textos!
beijos e borboleteios

O Fantasma e o Anjo disse...

Lindo.Beijos nossos