21 novembro 2008


(…) Arrumou quase que cegamente todos os seus sonhos numa enorme mala vermelha e se preparou para sair da vida dele. Juntamente com as asas caidas, os sonhos iam com ela as horas perdidas nos lençois, os beijos trocados, as palavras oferecidas por motivo algum e a incerteza de que se vive de coração partido.
Desceu apressadamente as escadas do prédio quase vazio e no meio da chuva intensa jogou fora as chaves do apartamento que não mais lhe pertencia. Naufragada nas lágrimas que se descongelavam da alma e no tremor dos desejos traidos prendidos aos joelhos enfraquecidos andou apenas dois quarteirões de vida olhando para o chão… tempo suficiente para não reparar que bem do lado dela vivia um amor completo.
Quem disse que não existe amor depois do amor? (…)

6 comentários:

em azul disse...

Não sei, mas sei que não tem razão!

Um beijo
em azul

NAELA disse...

Woww! Afinal ha sempre uma luz ao fundo do tunel, que os olhos iluminam e o coracao sente!
Beijo de fim de semana

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Não sei quem foi que disse, mas não deve ter olhado para o lado!
beijos e borboleteios!

Three Love´s disse...

não interessa... está errado de qualquer jeito!


lindo texto

b.e.i.j.o.s.

O2 disse...

:)

Muito muito bonito o Texto
D. Avid...

Sorri! ...sabes, é isso ai, o que interessa é n acordar tarde de mais para o que temos ao nosso redor.

Beijo linda, dorme com todos os anjos do mundo, tu mereces.

Bill Stein Husenbar disse...

Nunca existe um fim sem ser a morte. Quando menos se pode esperar podemos encontrar as pessoas mais importantes de uma vida mesmo ao nosso lado. Basta saber olhar...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/