08 abril 2009

Levinha...Levinha...

Ando por aqui...simples e a toa... de sorriso estampado e maquilhada de alegria. No fundo do olhar sombras de felicidade e nos lábios a cor cereja de um labelo delicadamente inventado para transbordar o brilho da alma.

No coração já me cobri de sentimentos sem profundidade e esqueci-me completamente de lembrar as dores que trago no equilibrio. Hoje só me lembro de querer coisas quentes, liberdades, indecências e muito oxigénio para me alucinar de vida.

Não evoco ansiedades desnecessárias, mas procuro refugio em palcos sem muitas luzes mas completamente conhecidos. Os mesmos de outras existências e outros aplausos. Não me protejo com capas nem escudos. Estou solta em pingos de calmas tormentas e sobrevivências pouco exactas.

Sim...estou sem muitos abismos e com muitos azuis. Estou simples...

7 comentários:

Bela disse...

E simplicidade é coisa boa...
Bjinhos.

A.S. disse...

O Azul é a cor da aventura, o caminho que conduz ao infinito, pleno de liberdade e emoções...

Porque esperas para iniciar a viagem?...

Beijos... e Boa Páscoa!

DESIRE disse...

Parece que estar simples é das melhores sensações actuais
Beijos prometidos

Palma da Mão disse...

E estás linda, como tu, única, simples e linda.
Beijinhos querida
Liliana

Faça a Diferença !!! disse...

Creio que você é uma Diva realmente, adorei o post e as sandálias Havaianas fábricada na minha terra.

Tenha um ótima páscoa.
Um abração,
Ricardo Sérgio

Brunella França disse...

Quando nossa aquarela fica azul, a leveza toma conta. Voamos!

Beijos e borboleteios, Avid

Dawa disse...

Que texto tão lindo!
Acho que senti isso tudo cá do outro lado do mundo.

Beijo grande