17 abril 2010

Ritmos

Aconchega-me dentro de ti, toma-me como um puff ou uma moldura na parede do teu ser, no beijo e na boca, na calma que pergunta ou na incoerência da resposta e não me deixes prometer nada que eu não possa cumprir. Baila. Encaixa-me com a alma na contra mão, arrasta de mim este desejo indesejado e todo o resto de proibições disfarçadas de razão. Arranca-me a fantasia e a mascara de uma valsa de Vivaldi...dançada fora de ritmo onde não interessa who, what or where!!

4 comentários:

Anónimo disse...

ta kente aki.

Louca, esse talento nao necessita e um agente? Sinceramente, quando te apaixonas assim, a escrita sai....

c.a.r.l.u.s. disse...

adorei

lindo texto

bjos

Eu sei que vou te amar disse...

Bravo! Um baile que desperta a ansia de ser dele, nao interessa HOW!!!!
Beijo doce

A.S. disse...

AVID....

Ler-te é um puro fascinio!!!


Beijossss
AL