21 setembro 2010

Continuamos a tentar...

Em caso de dor ponha gelo
Mude o corte de cabelo
Mude como modelo
Vá ao cinema dê um sorriso
Ainda que amarelo, esqueça seu cotovelo
Se amargo foi já ter sido
Troque já esse vestido
Troque o padrão do tecido
Saia do sério deixe os critérios
Siga todos os sentidos
Faça fazer sentido
A cada mil lágrimas sai um milagre...
Alice Ruiz

4 comentários:

Kapikua disse...

Como está o teu cabelo agora?

Beijo grande

L.S. Alves disse...

Oi Vida! Gostei do texto depois vou rocurar a autora no Google.
A pergunta da Kapikua deixou-me curioso. Como estará você agora?
Um abraço moça.

Joseph disse...

Oi AVID,
Tudo bem?

Estou-me a mentalizar para voltar aos blogues porque começo a ficar farto das redes sociais, onde nunca vi tanta confusão em todos os sentidos: moral, profissional, existencial, eu sei lá.
Até gente(?) que ainda não percebeu que VIRTUAL é uma coisa, REALIDADE é outra, mas que as coisas, por vezes, se misturam.
E DEPOIS FALTA A ESTRUTURA PSICO-SOCIOLÓGICA PARA ENTENDER ISSO.
...E toca de mandar "bocas", ofender até, "maridos ciumentos", etc!...
Para que vão então para as redes? Só porque é moda?
PQP, tô farto deles!

Extra: Até ao Chimoio chegou...(Eh pá...keep in touch!)

Gostei muito do poema.

Aparece mais vezes.

Ao olhar para a mulher, pensei que fosses tu...de costas!!!Eh eh eh eh.

Beijinhus meus, também:))**

Vitor Guerra disse...

Adorei a paisagem... aliás, sempre fui louco pelo mar!... e sigo os meus sentidos, até fazer sentido!