28 outubro 2010

Noite

Esta noite...
sou lua cheia,
verbo sem letra,
saudade, vazio.
Sou sentimento,
abandono,
poesia sem rima,
lágrima sem dor.
Sou boca sem beijo,
nó na garganta,
silêncio adiado.
Sou tudo sem nada dentro.


Esta noite...sou eu sem mim.

4 comentários:

Tatiana disse...

Muitas vezes nos sentimos tão cheios do vazio que transbordamos...
Um beijo carinhoso

Kapikua disse...

como?

para mim és tudo!

escreves o melhor que leio por aqui...
quem assim o faz tem de ser tudo por dentro tb!

beijo meu

Migalhas de Lua disse...

Esta noite... todas as minhas noites
Bruxinha,

És lua cheia de mim,
Verbo conjugado sempre no presente,
Saudade, sim... de ausências!
Abandono, nunca
Lágrima?! Só de prazer...
Porque tu, sendo tudo, jamais poderás sentir-te sem nada dentro

(Podes, esta noite, ser tu sem ti... porque essa parte que é minha, levei-a comigo!)

Su. disse...

tu arrasta uma multidão! seja lá como for tens tudo dentro e fora também sei que não te falta! bota fogo nisso q n tarda explode :)