20 abril 2007

Ausencia


Não tenho a certeza que eu seja a pessoa certa para ti, talvêz porque não consegui nunca perceber o que é isso da pessoa certa. Sei que a pessoa certa não tem necessariamente de ser sempre a mais inteligente, a que escreve as mais belas cartas de amor, a que tem apenas sorrisos no final de cada dia ou a que planeia viagens ao outro lado do mundo. Não tenho a certeza que sou a pessoa certa para ti, porque apesar de querer muito ficar contigo nunca tive a coragem de o dizer-te olhos nos olhos. Mas eu sei de saber confirmado que ser o homem da tua vida seria realizar-me. Porque me fazes falta e principalmente porque a tua ausência de mim me dói. Muito.

Tive medo e ansiedade e depois pressa em conquistar-te, porque sei com quem desejo passar o resto da minha vida e como ninguem sabe quanto tempo é o resto desse tempo, corri para depois travar neste impasse que a cada dia me mata. Mas as certezas essas nunca desapareceram. Antes pelo contrário. Aumentaram. Queria abraçar-te e entrar em ti com a surpresa da paixão da primeira vêz e com o desejo mal contido de todas as seguintes. Queria ouvir em cada final de dia a música da tua vóz e cantar-te baixinho aquela canção igual a ti, antes de adormeceres. Queria ler-te alto os poemas daquele livro que me ofereceste e respeitar os necessários silêncios vindos de dentro das cicratizes que só o tempo poderá apagar em nós.Queria muito ser o teu amigo e confidente. Queria muito ouvir-te falar das tuas angustias e alegrias, das muitas vidas que viveste e dos mundos que te deram aquilo que és. Da troca de experiências, dos arrependimentos e das nossas loucuras e muitos erros. Queria olhar com os teus olhos aquele mar que ambos gostamos. Queria ouvir contigos os risos inocentes daqueles que amamos mais que a própria vida, correndo livres na areia da praia.

Posso não ser a pessoa mais coerente ou corajosa do mundo, mas sou de certeza uma pessoa a quem conquistás-te completamente. Posso não ser um incurável romântico que te cobre de flores ou corre para os teus braços em cada sms, mas sou de certeza o homem que é capaz de te puxar o edredon para os ombros a meio da noite para não te constipares ou suportar as tuas birras no final de cada dia mau.

Não te disse tantas vezes quantas devia o quanto te quero, mas sinto cada dia com mais certeza que te conseguiria amar para sempre. Não sou aquele que te procura todos os momentos mas sou de absoluta certeza aquele que nunca te esquece em cada noite.És muito importante na minha vida. Reconhece-lo não me foi nem é dificil. Falta-me o golpe de asa. Falta-me ser eu. Falta-me ter a certeza de ser o homem que esperas que seja apesar da subjectividade. Falta-me a certeza que necessitas de mim e que serei capaz de te dar tanto quanto julgo ser capaz. Falta-me a certeza da outra metade que sou eu.
jacome D' Alva
Roubei este texto aqui

10 comentários:

João Cordeiro disse...

Não chegaste a tempo, mas poderás sempre ler aquilo que escrevo.

Obrigado e um beijo sonhador

a outra... vitima disse...

esxxxxxxx que pica, nao sara. complicado encontrar antidotos. e minha amiga, sei do k falo, como sabes. continuarei a passar diariamente. este blogue esta cada dia mais interessante. como te compreendo!.

mixtu disse...

a incerteza...
a insegurança...
somos sempre nós, o que os outros desejam que nós sejamos... pode ser a anulação do nosso ser...
ser, ir, caminhar, é bom a dois, mas por vezes também a só...

un abrazo para áfrica

un dress disse...

nos.t.algia.





beijO diVa. bOm diA. *

Crónica disse...

Essa escrita bateu no fundo de mim e ficou...qto sentimento qta vontade
qto amor...
senti de verdade um arrepio
tas turbinada tu nha Diva.... lol
o Jacome aqui ganhou o resto que faltava por conquistar em mim ;)
Jinhuz Crónicos

Diva disse...

João Cordeiro
Tens razão, é isso que farei...sempre.
Bjs meus

Diva disse...

A outra...vítima
Pela maneira de escrever quase posso jurar que és a mulher admiravel que imagino que sejas, a sócia numa sociedade quase fálida a meu ver, mas...fico feliz que me visites, muito mesmo.
Bjs meus

Diva disse...

mixtu
sim, as vezes tem mesmo de ser...assim!
bjs meus

Diva disse...

Un dress
Au-sencia-de-ti...acontece.
Bjs meus

Diva disse...

Crónica,
É na verdade um texto muito bonito este do jacome, o tipo quando quer escreve com a alma. Tem nele muito sentimento mesmo.
Bjs meus