11 janeiro 2008

Nude

Despi a realidade, teci meus desejos em sonhos de algodão, bordando na imagem perfeita todos os retalhos de tempestades serenas que se estendem em meu caminho como carvão feito brasa que brilha e queima. Sinto-me arfante e adocicada, coberta por melodias de loucura que dançam em cada palavra que escrevo. Estou nua. Sou eco… segue-me o passo no rasto da nudez, meu corpo baila delirio… Tua vertigem quase me alcança. Desnudei-me de todos os medos…estou imutavelmente colorida de preto e branco.

11 comentários:

Su disse...

tu ta preto, ta branco, eu to cinzento.

Interessante.

Já estava com saudades tuas!

:)

Beijo-te mui respeitavelmente

Kapikua disse...

As vacances fizeram-te mesmo bem! Voltaste com a corda toda, arfando, doce louca e NUA.
E escrevendo maravilhosamente...

beijo

Secreta disse...

Livraste-te das máscaras ... mostras-te verdadeiramente.
Beijito.

Nelson disse...

Brigada pela visitinha entre palavra...
Volte sempre que puder
Blacito

Pearl disse...

imutavelmente colorida de preto e branco!! bravo!!!!
Excelenete!
:o)))***
Bom FDS!

alexia disse...

Ha quem diga que no meio é que esta a virtude. Até pode ser mas no que toca as cores da nossa vida o meio é sempre desprovido de grande emoção, é nos limites que se retiram intensidades que nos permitem escrever..assim!

Beijo

Bichinho disse...

Beijo fantasma.

Sutra disse...

Hum que belas palavras...

Beijo doce e um bom ano

luafeiticeira disse...

Ah voltaste e eu ainda não me tinha apercebido. beijos e bom ano

Um Momento disse...

Estes delirios....
:))))))

E sim...
Teceste os teus sonhos em tecidos de algodão...
Eu andei nos tecidos ... de sedução

Beloooooo!!!

Beijo imenso desejando-te um lindo e colorido fim de semana)
(*)

un dress disse...

ser

transparente

de prazer





:)